Laudo diz que agressor de Jair Bolsonaro tem doença mental

Laudo diz que agressor de Jair Bolsonaro tem doença mental
Um laudo produzido por peritos indicados pela Justiça Federal diz que o acusado de tentar matar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sofre de uma doença mental.

De acordo com o documento, Adélio Bispo de Oliveira, que confessou o ataque cometido no dia 6 de setembro de 2018, não pode ser punido criminalmente pelo fato. As informações foram conseguidas pela TV Globo.

A Justiça Federal aceitou a denúncia contra Adélio por prática de atentado pessoal por inconformismo político e o tornou réu, no entanto, o caso ainda não foi julgado.Foto: 

 Divulgação/Polícia Militar de Minas Gerais
Laudo diz que agressor de Jair Bolsonaro tem doença mental
Adélio Bispo é acusado de atentar contra a vida de Jair Bolsonaro.

Adélio Bispo está preso provisoriamente desde o dia do crime, e foi transferido para o presídio de segurança máxima de Campo Grande.

Segundo laudo, entregue à Justiça em fevereiro, o agressor tem a doença chamada transtorno delirante permanente paranoide e, por isso, de acordo com o documento, foi considerado inimputável.
Ao G1 o procurador da República Marcelo Medina disse que a perícia médica pedida pela Justiça Federal resultou em dois laudos: um psiquiátrico e um psicológico, e que eles divergem entre si.

Segundo o procurador há também divergências em relação ao laudo psiquiátrico particular apresentado pela defesa de Adélio no ano passado.

Uma audiência com a presença dos peritos para prestar esclarecimentos sobre a constatação da doença de Adélio deverá ser realizada mas ainda não existe a data, informou o G1.

G1

Postar um comentário

0 Comentários